O código Beviláqua como instrumento do paradigma individualista

Gustavo Henrichs Favero

Resumo


O presente ensaio visa proporcionar um panorama histórico-teórico acerca dos matizes filosóficos e metodológicos que inspiraram a elaboração do Código Civil de 1916, sua centralidade patrimonialista-individualista e como tal cosmovisão influenciou a edificação dos princípios contratuais então vigorantes.

Palavras-chave


Direito Civil. Liberalismo. Individualismo.

Texto completo:

PDF


DOI: https://doi.org/10.14295/revistadaesmesc.v24i30.p285

Apontamentos

  • Não há apontamentos.


rodape_610_610